A importância do Gengibre


      O gengibre é mais do que um simples condimento. Suas propriedades terapêuticas são conhecidas pelas medicinas chinesa e indiana. Cultivada no Oriente há milhares de anos, a planta Zingiber officinales, com suas raízes nodosas é ingrediente básico nas culinárias tailandesa, chinesa, japonesa e indiana. No Brasil, junto à canela e ao cravo, dá sabor ao quentão das festas juninas.

      Usada como remédio caseiro contra má digestão, gripe, dor de garganta e até como afrodisíaco. Comer alimentos picantes como gengibre (de energia predominantemente yang-quente, positiva e masculina) segundo a filosofia chinesa, estimula nosso calor interno, que influi diretamente nas emoções. Além de trazer energia e vitalidade, por esse motivo recomenda-se para pessoas tristes, deprimidas, tímidas e retraídas.

      Rico em sais minerais e vitaminas (como potássio e magnésio, substâncias vasodilatadoras, que melhoram a circulação sangüínea) o gengibre abre o apetite e combate náuseas, cólicas e gases. Estimula o fígado a produzir bílis, melhorando a digestão de alimentos pesados e gordurosos, contra a gripe, resfriado, dor de garganta, rouquidão e bronquite por conter óleos voláteis, que ajudam a eliminar secreções.