A importância do Maracujá


     Originário do Brasil e do Peru, o maracujá foi uma das primeiras maravilhas que os portugueses descobriram ao chegar em terras brasileiras. Não por acaso, seu nome tem origem indígena e quer dizer “comida de cuia”, significado fácil de entender quando cortamos o fruto ao meio. Simbolicamente, a flor do maracujá foi batizada de flor-da-paixão pelos primeiros colonos portugueses e pelos jesuítas, que relacionaram suas características às da paixão de Cristo.

      Usado em forma de doces, sucos, sorvetes, chás, cremes, máscaras de beleza, óleos e extratos, ajuda a equilibrar o organismo, acalmar os seus nervos, devolver o brilho e maciez aos cabelos, além de hidratar e tonificar sua pele. Composto de água, carboidratos, minerais (cálcio, fósforo e ferro) e vitaminas (A, C e do complexo B).

      Apresenta propriedade depurativa (eliminação de substâncias nocivas ao organismo) e antiinflamatória, além de sua ação sedativa, funcionando como um suave calmante. É na folha que fica a maior concentração da substância responsável pelo efeito calmante, relacionado também ao combate da ansiedade e da insônia.