Harmonização de Ambientes com Cristais e Minerais

Antonio Duncan
www.crystals.com.br

Na última década, com a publicação de informações sobre a técnica milenar chinesa de harmonização de ambientes, o “feng-shui”, toda a mídia especializada em decoração e em esoterismo passou a difundir a “novidade”, e começaram a surgir diversos cursos e vários mestres e especialistas, tanto nacionais quanto importados. Como sempre, o modismo tomou conta, e as regras e técnicas começaram a ficar mais importantes que a harmonização energética como um todo. Atualmente, existem mais consultores de “feng-shui” que arquitetos e decoradores juntos, e a maioria deles com formação de apenas um workshop de fim de semana.

Alguns desses consultores utilizam cristais e minerais indiscriminadamente, sem considerar o tipo de energia que cada um deles transmite individualmente ou em combinação com outros.

Para que a energia do ambiente possa estar equilibrada e harmonizada, é necessário não somente que as energias dos minerais estejam em harmonia e equilíbrio entre si, mas também com as outras energias, das plantas, dos animais, dos elementais e dos humanos.

Se você tem afinidade com cristais e pretende usá-los em seu ambiente, comece por conhecê-los, criando uma interação de energias. Usando sua intenção mental com força e clareza, faça com que trabalhem como instrumentos de amplificação de energias de proteção, harmonia, amor, equilíbrio, saúde, alegria, paz, prosperidade e felicidade. Conheça um pouco sobre cada pedra que usar, e use a estética, a beleza das cores e das formas harmonizadas nas combinações. Se leu alguma “dica” ou sugestão numa revista, permita que sua intuição fale mais alto, e só então decida se aquilo serve para você ou para o que deseja criar em seu ambiente. Afinal de contas, é você quem cria sua própria realidade e é responsável por ela.

As informações que se seguem vêm de experiências próprias. Sinta-se à vontade para usar sua intuição para aplicá-las ou modificá-las.

As drusas de cristal de quartzo são peças básicas para todo e qualquer ambiente. Uma drusa representa a coletividade, uma comunidade onde todos os indivíduos são diferentes entre si, mas compartilham da mesma base, com total harmonia e equilíbrio. Se você reparar bem, vai notar que numa mesma drusa não existem duas pontas de cristal exatamente iguais, cada uma vai apresentar pelo menos uma característica diferente. A drusa tem a capacidade de transmitir energia para várias direções ao mesmo tempo, e por isso é a peça mais indicada para ambientes maiores. As propriedades energéticas da drusa são as mesmas do cristal de quartzo gerador (clareza, equilíbrio, harmonia, luz, dispersão de energias negativas), pois ela é composta de vários geradores de diferentes formas e tamanhos. No entanto, um gerador funciona melhor para um trabalho individual e a drusa para o trabalho coletivo.

A drusa também pode ser usada como amplificadora de energias de outras pedras. Por exemplo, se a função principal do ambiente for a espiritualidade, e se a intenção for relaxamento, paz interior, calma, suavidade e introspecção, você pode colocar sobre a drusa uma ponta ou esfera de ametista, que transmite todas essas qualidades. Mas nunca se coloca ametista num escritório ou ambiente movimentado, pois ela pode provocar sono e dispersão nas pessoas. Se a intenção for de proteção contra energias negativas, a pedra a ser colocada sobre a drusa é a turmalina preta, que tem a propriedade de repelir esse tipo de energia. Caso você queira criar um ambiente festivo, descontraído, com muita animação, use uma esfera de calcita laranja sobre a drusa. Em suma, conhecendo as qualidades da pedra, você poderá expandir essas qualidades para todo o ambiente, ao colocá-la sobre a drusa. Cuidado apenas quando for trabalhar com combinações de pedras sobre a drusa, para não trazer ao ambiente energias incompatíveis.

Além das drusas, existem outras maneiras para se harmonizar e equilibrar ambientes, como montar mandalas, altares e aquários de pedras. Para isso também são necessários, além da intenção clara e firme, o conhecimento sobre as energias de cada pedra a ser utilizada, individualmente e em combinação, e também um senso de estética, harmonia e equilíbrio. Os aquários devem ser de vidro incolor, e a água deve ser trocada sempre que começar a escurecer ou juntar partículas. Se a intenção dele for a de harmonizar o ambiente, não coloque peixinhos, pois essa água vai agir como receptora das energias mais densas, e isso não é saudável para os peixes. Nada impede que você coloque algumas pedras em seu aquário de peixes, mas neste caso a intenção é outra, e elas vão liberar outras energias, que podem ser até de saúde para os peixinhos.

Para finalizar, lembre-se que seu ambiente é um reflexo de seu interior, e que, cuidando de um, você estará cuidando do outro.